O tempo passa rápido

O tempo passa rápido

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Relato de mãe de anjo.


Quem disse que uma mãe supera a perda de um filho?
Simplesmente não superamos, apenas aprendemos a viver sem nosso filho amado. Sofremos em silêncio, sufocamos o nosso choro, a nossa tristeza, pois se a gente contar sobre os nossos sentimentos, com certeza ninguém vai entender vão achar que somos depressivas, que ficamos presas ao passado e etc. Mas só Deus sabe realmente como nos sentimos, pois de Deus não tem como esconder a tristeza que invade nosso coração.
Se todos pudessem enxergar nossa alma, viriam que ainda choramos por dentro, que gritamos em silêncio e que o nosso mundo não é colorido, ainda é cinzento, pois a cor que tinha desbotou no dia em que perdemos nossos bebes, tão sonhados e amados, nada do que fazemos fará com que volte a ser igual à antes, eu mudei, mudei para pior. A dor que sentimos é eterna, o tempo passa, mas nada muda, a dor é a mesma e a saudade só aumenta.
Meus olhos já não tem mais o mesmo brilho, a luz que tinha em mim se apagou, ando por que tenho que andar, vivo porque tenho que viver, mas dizer que sou feliz, isso não posso dizer.
Que sentimento é este que nos prende ao passado nos aprisiona a sentimentos tão tristes, que se pudéssemos esquecer assim faríamos, mas não podemos.
Meu bebe, foi a minha maior alegria, e a minha maior decepção, são marcas profundas que nunca sairão da minha mente.
Muitos sonhos que idealizei para o meu bebe foram interrompidos, não sei se poderei voltar a sonhar.
Choro pelo que deixei de viver ao lado dele, pelos sorrisos que não recebi, eu queria tanto que ele crescesse ao meu lado, queria tanto ter sido a sua mãe.
Queria poder acariciá-lo, sentir o cheirinho dele, embalar ele em meus braços, oferecer o meu peito para saciá-lo, como eu queria.
Hoje sou uma mãe de anjo, mas não é o que eu queria ser.
Queria simplesmente ter o meu bebe, queria tê-lo ao meu lado.

Relado de uma mãe de um anjo que não quis se identificar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário